Lotérica: Sócio ou Proprietário

Compartilhe o Post

(1) Introdução

Numa empresa podem ocorrer as seguintes situações:

(a) Proprietário: é o dono único da empresa. Possui uma retirada mensal (Pró-Labore) pelo
trabalho realizado diariamente e, anualmente, distribui a si próprio o Lucro apurado.
Caso não trabalhe na Loja, não terá Pró-Labore mensal e terá apenas participação nos
Lucros que devem ser apurados mensal, trimestral ou anualmente como lhe convier.
Para maior entendimento, sugerimos a leitura do texto Pró-Labore.

(b) Sócio Capitalista: é aquele que entra com o capital para suprir as necessidades do
negócio, porém não trabalha na Lotérica. A ele cabe participação na Distribuição de Lucros,
proporcional ao capital investido e não tem Salário (Pró-Labore).

(c) Sócio-Gerente: é o que, além de entrar com o capital, desempenha funções de cunho
administrativo na Loja. Neste caso, sua participação é idêntica à do Proprietário, ou seja,
recebe Pró-Labore pelo trabalho e participa também da Distribuição de Lucros.
A diferença é que o Proprietário é único e, portanto, os Lucros são integralmente atribuídos a
ele e a mais ninguém; já o Sócio-Gerente terá a Distribuição dos Lucros proporcional ao seu
capital empregado no negócio, ou seja, terá que dividi-lo com os outros Sócios, sejam eles
Gerentes ou Capitalistas.

(2) Despesas da Lotérica: O Pró-Labore

O Pró-Labore é uma Despesa Fixa, ou seja, ele não depende do Faturamento da Lotérica. Chova ou faça sol, você precisa deste dinheiro todo mês, independentemente do fato da Lotérica ter arrecadado R$ 20.000,00 ou R$ 50.000,00 naquele mês.

O programa CRV Finanças oferece uma lista de tipos de Despesas Fixas e também de Despesas Variáveis (aquelas que efetivamente variam com o Faturamento).
Você deverá estabelecer previamente o valor do seu Pró-Labore (Salário Mensal) e lançá-lo como uma Despesa Fixa.

(3) A Distribuição de Lucros

Como já foi dito no início deste texto, outra forma de remunerar os sócios de uma empresa é fazendo a Distribuição de Lucros.

Há um texto curto e interessante no endereço: www.becocomsaida.blog.br

Reproduzimos aqui a essência do texto citado:

Como é distribuído o lucro aos sócios?
O Lucro normalmente é distribuído na proporção da
participação do sócio no capital social. O contrato social pode dispor de forma diferente, porém nenhum dos sócios poderá receber a totalidade do lucro.

O Lucro é a remuneração do capital investido na empresa e sua distribuição aos sócios está beneficiada com isenção do Imposto de Renda da Pessoa Física e da Contribuição Previdenciária, conforme prevê a legislação tributária.
A Distribuição de Lucro aos sócios, das empresas optantes pelo SIMPLES, também usufruem dos mesmos benefícios.

O Fisco Federal e o INSS exigem a comprovação do Lucro distribuído aos sócios através da escrituração contábil.
Em caso de dúvidas, consulte o seu contabilista. Veja também na
Secretaria da Receita Federal.

Conforme nossa orientação estes lançamentos deverão ser feitos no programa CRV Finanças, ou seja:
(a) Pró-Labore deve ser previamente calculado, fixado e respeitado.
Lance-o como Despesa Fixa ! Incide INSS sobre este valor e também deve ser lançado como Despesa Fixa.

(b) Distribuição de Lucros é feita anualmente (em geral) e não deve ser lançada
como Despesa da Lotérica.

Bom trabalho !

          CRV
Sistemas & Consultoria

 


Compartilhe o Post