Balanço e Apuração de Lucros

Compartilhe o Post

(A) Balanço Patrimonial

Avalia a posição contábil e financeira da empresa, considerando não apenas o caixa, mas também propriedades, dívidas e pagamentos a receber.

Trata-se de um documento que mostra a evolução do patrimônio total da empresa em um determinado período de tempo e analisa qual é a sua situação financeira.
(*) balancete é um “mini-balanço patrimonial
Fonte: https://treasy.com.br

 

          (B) DRE – Demonstração do Resultado do Exercício

Demonstração do Resultado do Exercício, também conhecida como DRE, é um documento contábil de demonstração cujo objetivo é detalhar a formação do resultado líquido de um exercício pela confrontação das receitas, custos e despesas de uma empresa, apuradas segundo o princípio contábil do regime de competência (receitas e despesas devem ser incluídas na operação do resultado do período a que se referem).
O período a que se referem, em geral, não corresponde á data de pagamento!

Qual diferença entre DRE e Balanço?
Em uma analogia simples, se a empresa fosse uma pessoa, o Balanço mostraria seus bens (como carro, casa e apartamento na praia), enquanto a DRE revelaria quanto ela gastou e ganhou naquele ano.
Fonte: https://treasy.com.br

(C) Fluxo de Caixa

As Entradas (Faturamento) e as Saídas (Despesas) são lançadas na data em que são recebidas/pagas!

Ao elaborar o Fluxo de Caixa, o empresário terá uma visão do presente e do futuro. É uma excelente ferramenta para avaliar a disponibilidade de caixa e a liquidez da empresa. Com essa tranquilidade, o empreendedor pode antecipar algumas decisões importantes, como a redução de despesas sem o comprometimento do lucro, o planejamento de investimentos, a organização de promoções para desencalhe de estoque, o planejamento de solicitação de empréstimos, a negociação para uma dilatação de prazo com fornecedor e outras medidas para que possíveis dificuldades financeiras possam ser evitadas ou minimizadas.

O resultado do Fluxo de Caixa é o saldo disponível (em dinheiro disponível no caixa, ou depositado em conta corrente nos bancos, etc.) apurado pela diferença entre o total do valor dos recebimentos e pagamentos efetivamente realizados em uma determinada data ou período.).
Fonte: https://treasy.com.br

 

(D) DFC – Demostrativo de Fluxo de Caixa

O regime de caixa é controlado pelo Demonstrativo de Fluxo de Caixa (DFC). São considerados os registros dos documentos na data de pagamento ou recebimento, como se fosse uma conta bancária.
Em outras palavras, no regime de caixa considera-se a data em que o dinheiro efetivamente entrou ou saiu do caixa.

Com os lançamentos das Entradas (Faturamento) e das Saídas (Despesas) apura-se o Lucro: Lucro = Entradas – Saídas
Fonte: https://treasy.com.br

 

Cláudio Roberto Vigna

Bacharel em Matemática Pura
Instituto de Matemática e Estatística
Universidade de São Paulo – São Paulo/SP
Fundador e Sócio-gerente da CRV Sistemas & Consultoria


Compartilhe o Post

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *