Ah, se eu tivesse … (02)

Compartilhe o Post

Caso não tenha lido o texto do artigo “Ah, se eu tivesse … (01)“, poderá fazê-lo clicando aqui: (01)

Jogos com Dezenas Combinadas

Sem Formulário Contínuo de Volantes (que hoje usamos e nos quebra um galho imenso!), eramos obrigados a preencher as Apostas – uma a uma – com pincel atômico e com um cuidado muito grande para não errarmos! E,olha que, fazíamos de 100 a 120 Jogos com Dezenas Combinadas e de 12 a 15 Jogos da Esportiva (hoje Loteca),por semana – eram de 3.000 a 5.000 Apostas preenchidas à mão!!!
Dava trabalho? Claro que dava, mas “como ganhar dinheiro sem trabalhar?” Não há mágica, ou trabalha ou trabalha!!!. Passei muitas noites de terças-feiras em claro preenchendo volantes, pois a Loto (hoje QUINA) se encerrava nas 4ª feiras de manhã !
Um software (aquela época não existia) é que veio resolver todo este trabalho braçal … Ah, se naquela época, eu tivesse um software como o CRV Loterias que faz tudo e mais um pouco!!!

Blog

Ah, se eu tivesse uma coleção de dicas que hoje estão à disposição no Blog da CRV. São dicas de como alavancar as vendas de Jogos de Prognósticos.
Quer conhecê-las? É simples, clique em Dicas. Há um conjunto de artigos como este, acesse-os e aproveite!
Ah, se na minha época eu os tivesse!

Apostadores? Você não os tem? Eu também não os tinha!!!
E daí como fazíamos? Simples, bem simples: arregaçávamos as mangas e corríamos atrás … uai, tem outro jeito ???
Não há mágica,ou trabalha ou trabalha!!!

Ah, se eu tivesse, naquela época, uma empresa como a CRV para me assessorar com todas estas dicas e informações.

Ah, se eu tivesse a quem recorrer para me ajudar. Uma equipe de Analistas de Suporte, como a CRV tem, para me assessorar com todas estas dicas e informações … ah, se eu tivesse!

Lembre-se: Só damos valor às coisas quando elas não estão à nossa disposição !

Nós éramos LOTÉRICOS, seja você também!


Cláudio Roberto Vigna

Bacharel em Matemática Pura
Instituto de Matemática e Estatística
Universidade de São Paulo – São Paulo/SP
Sócio-gerente da CRV Sistemas & Consultoria

 


Compartilhe o Post

One comment

  1. Em toda construção tem que haver o alicerce que, apesar de ficar escondido, dar toda a sustentabilidade e beleza aos grandes edifícios. E este é um orgulho para nós lotéricos do tempo da pap e do estilete. Nossas condições eram as mínimas possíveis. Ao final de cada sorteio tinhamos que contar e somar todos os cartões e ainda acreditar que nossos caixas tinham perfurado honestamente o cartão da loteria e do apostador. Eu mesmo fui vítima da falcatrua de uma funcionária que perfurou, na época, um jogo da Loteca, uma aposta máxima para o apostador e uma mínima para a loteria e ficou com o dinheiro. Resultado: o apostador fez os l3 pontos no seu cartão e no da loteria não. Por esta e muitas outras dificuldades é que dizemos aos amigos que atualmente usufruem de todas as tecnologias implantadas em cima das nossas lutas de pioneiros eu digo para vocês: “Ah se eu tivesse todas estas Acessorias naquela época”.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *